Produtos

12

CAIBRO 2X6 ANGELIM AMARGOSO (5CM X 15CM)

Descrição do produto

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Angelim Amargoso 

 

Uso:

Construção de telhados, vigamentos, estrutura para decks, degraus de escada, etc.

Ideal para vigamento de telhado aparente, telhados com recortes, telhado shingle, telhados com alta carga inclusive com uso de telhas de concreto, telhados de grandes áreas de vão livre, etc.

 

Cor e Aparência:

Marrom escuro com veios madeirados bem definidos, possui aparência ótima para telhados com vigamento aparente.

 

Características e durabilidade: 

Altíssima durabilidade, resiste à intempéries e naturalmente é imune a bichos e fungos após serrada.

Madeira dura sem presença de brancal ou miolo.

Possui durabilidade 3 vezes superior à madeira de Cambará e outras madeiras com brancal (parte mais clara próximo da casca da madeira).

Característica de peças muito retas, sem tendência a entortamento ou torção.

Dilatação uniforme e baixa caracterizada pela homogeneidade do cerne.

 

Durabilidade superior a 50 anos.

 

Medidas:

Bitola cheia 2” x 4” = 10cm x 5cm. (2×6 / 2×8 / 2×10 / 2×12 / 3×4 / 3×6 / 3×8 / 3×10 / 3×12) e muito mais.

Vigamento com comprimentos até 7 metros.

 

Vantagens:

Baixo custo para madeira de puro cerne e com qualidade equivalente à Garapeira e Itaúba.

 

Comparação Cambara e Angelim Amargoso:

Ao serrar o Angelim Amargoso nós retiramos o brancal da madeira e o miolo, enquanto o Cambará é serrado e entregue com partes do brancal e do miolo da madeira.

Por este motivo o Cambará tem preço de aproximadamente 25% mais baixo enquanto o Angelim tem durabilidade 20 a 30 anos superior.

 

Extraída de florestas manejadas é uma madeira ecologicamente correta.

 

Televendas: (41) 3653-0008
Atendimento: basesolida@basesolida.com.br

 

ANGELIM-AMARGOSO (Vatairea sp.)

 

Observação:

No Brasil, as madeiras de angelim-amargoso pertencem aos gêneros Vatairea e Vataireopsis, que produzem madeiras pesadas, duras, de coloração castanha-amarelada a castanha-avermelhada, com forte gosto amargo.

 

Ocorrência: Brasil – Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima.

 

CARACTERÍSTICAS GERAIS

 

Características sensoriais: cerne e alburno distintos pela cor, cerne castanho-amarelado ou castanho- -avermelhado; com aspecto fibroso; cheiro imperceptível; gosto amargo, densidade alta; grã direita a irregular; textura grosseira. Tangencial Radial 23 Descrição anatômica macroscópica • Parênquima axial: visível a olho nu paratraqueal aliforme, com extensões laterais longas e largas, formando confluências curtas oblíquas e eventualmente tendendo a formar faixas • Raios: visíveis somente sob lente, no topo e na face tangencial, podendo ocorrer estratificação irregular • Vasos: visíveis somente sob lente, no topo e na face tangencial; porosidade difusa, poucos, médios, eventualmente grandes, solitários e múltiplos, estes ocasionalmente em cadeias radiais • Camadas de crescimento: pouco distintas, demarcadas por finas faixas de parênquima marginal (IPT, 1983)

 

 

DURABILIDADE / TRATAMENTO

 

Durabilidade natural: O cerne apresenta alta resistência ao apodrecimento e à ação de cupins de madeira seca .

 

Tratabilidade: Em ensaios de laboratório, em tratamentos sob pressão, demonstrou ser moderadamente permeável às soluções preservativas (IPT, 1989a).

 

CARACTERÍSTICAS DE PROCESSAMENTO

Trabalhabilidade: A madeira de angelim-amargoso apresenta comportamento moderadamente bom no processamento mecânico, porém apresenta tendência a levantamento de fibras ao ser aplainada (IBAMA, 1997a). As operações de torneamento, furação e pregação são fáceis (IPT, 1989b).

 

Secagem: A secagem ao ar com velocidade moderada resulta em pouco ou nenhum defeito. Rápida secagem em estufa, com moderada tendência ao encanoamento e torcimento médios (IBAMA, 1997a).

 

PROPRIEDADES FÍSICAS

 

Densidade de massa: 936 kg/m3

Contração Radial: 4,8% / Tangencial: 9,8% / Volumétrica: 14,0%

 

 

  • Resistência:

– Madeira verde: 119,5 MPa (1219 kgf/cm2)

– Madeira a 15% de umidade: 148,5 MPa (1514 kgf/cm2)

 

– Módulo de elasticidade – Madeira verde: 13435 MPa (137000 kgf/cm2)

Compressão paralela às fibras

 

  • Resistência: – Madeira verde: 54,8 MPa (559 kgf/cm2) – Madeira a 15% de umidade: 77,8 MPa (793 kgf/cm2)

Outras propriedades

  • Cisalhamento – Madeira verde: 14,2 MPa (145 kgf/cm2)
  • Dureza Janka transversal – Madeira verde: 6816 N (695 kgf)
  • Tração normal às fibras – Madeira verde: 3,9 MPa(40 kgf/cm2)

 

USOS:

Construção civil

  • Pesada externa: dormentes ferroviários, cruzetas, estacas • Pesada interna: caibros, vigas
  • Leve interna, estrutural: ripas
  • Uso temporário: andaimes, escoramento, fôrmas para concreto

Mobiliário Alta qualidade: partes decorativas de móveis

Outros usos: • decoração e adorno • lâminas decorativas • embarcações (quilhas, convés, costados e cavernas) • embalagens • cabos de ferramentas

Pode substituir: outras madeiras de uso na construção civil pesada externa e interna, leve externa e interna estrutural, decorativa e de utilidade geral, tais como angelim-pedra, angelim-vermelho, angico, cedrinho ou quarubarana, cupiúba, garapa, itaúba, jacareúba, louro-vermelho, muiracatiara, pau-roxo e tauari.

 

Fonte IPT

 

Guia de compra de madeira para telhado

 

Neste guia de compra abordamos alguns detalhes para você evitar problemas ao comprar madeira para telhado

 

Perguntas importantes:

Qual a melhor madeira para telhado?

Madeira de puro cerne é muito mais caro?

Qual a melhor espécie de madeira para telhado?

Como comprar madeira para telhado?

Como o cliente é enganado ao comprar madeira para telhado?

1 – Bitolinha: Você recebe 19% menos madeira do que comprou

2 – Compra de madeira com brancal

3 – Como evitar goteiras e bichos?

 

Aqui as respostas:

 

Qual a melhor madeira para telhado?

Resposta: Madeira de Puro Cerne, sem brancal.

 

Explicando melhor:

 

Brancal: é a parte da madeira que fica próxima da casca e do miolo da tora.

Esta é parte da madeira que sofre a incidência de bichos e fungos e que tem menor resistência mecânica.

 

Cerne: é a parte dura da madeira que tem maior resistência física e não sofre incidência de bichos e fungos resultando em durabilidade superior a 50 anos.

 

Madeira de puro cerne é muito mais caro?

Madeira de puro cerne tem um custo de 15% a 25% superior devido ao descarte da parte de brancal da tora.

 

Qual a melhor espécie de madeira para telhado?

Resposta: Itaúba é a melhor madeira a ser utilizada em seu telhado.

Considerando-se custo benefício você pode optar por madeira de Garapeira ou Angelim. (Sempre madeira de puro cerne).

 

Como comprar madeira para telhado?

– Peça sempre madeira sem brancal *(Madeira com brancal pode ser chamada de madeira mesclada)

– Peça para ver a madeira que será entregue: madeira com brancal empena muito devido à diferença de densidade do cerne e do brancal. Estas pilhas de madeira terão muitas peças tortas, principalmente as que estão expostas ao sol.

– Solicite a indicação de madeireira a algum amigo ou do seu engenheiro.

– Faça o pedido das peças nas medidas que serão utilizadas na sua obra.

As peças com comprimentos acima de 5 metros normalmente tem um acréscimo de 15% no valor. Ao construir o telhado é muito provável que vários pedaços sejam descartados pelo montador, por isso uma relação das medidas vai reduzir seu custo e o desperdício de material.

 

 

Como o cliente é enganado ao comprar madeira?

1 – Comprando uma medida e recebendo medidas menores:

Bitolinha: Você recebe 19% menos madeira do que comprou. No caso da viga 2 polegadas x 4 polegadas você deve receber madeira com 10 cm x 5 cm (bruta) é enganado quando recebe “bitolinha” que é entregue com 9 cm x 4,5 cm.

 

2 – Comprando uma madeira e recebendo outra

Se tiver dúvida se a espécie comprada é realmente a que será entregue, solicite uma amostra e leve até outra madeireira para confirmar. Acontece muito ao comprar Itaúba e receber Tatajuba, comprar Cambará e receber Eucalipto, comprar Angelim e receber Cambará.

 

3 – Comprando madeira mesclada

A diferença entre um telhado feito com madeira de cerne e um telhado feito com madeira mesclada não é somente a diferença de 50 anos de durabilidade, a diferença fica evidenciada pelo alinhamento do telhado, presença de bichos e fungos e o pior dos pavores: as goteiras. Estes são os principais problemas causados por madeira mesclada.

 

 

 

Na hora de comprar a madeira do telhado lembre-se que trocar um telhado envolve um transtorno muito grande e, em períodos de chuva, pode deixar sua casa vulnerável a alagamentos e destruição do seu patrimônio.

 

 

 

Televendas:
Paraná: (41) 3653-0008.
Santa Catarina: (47) 3041-6268.
*Fotos Ilustrativas.
*Os valores não incluem mão de obra de instalação.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
^