Produtos

562

ASSOALHO DE FREIJÓ PARA PALCOS

Categoria

Descrição do produto

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Assoalho de Madeira Maciça de Freijó

É utilizado para construção dos maiores e melhores palcos do mundo pela característica acústica da madeira

Mais sobre a madeira de Freijó:

Usos principais:

Assoalho de madeira para palcos, salas de dança e assoalhos esportivos;

Fabricação de móveis finos, cadeiras, caixilhos, etc;

Construção de instrumentos musicais;

Outros usos:

Folhas faqueadas decorativas, laterais de escadas, degraus de escadas extensíveis, artigos de esportes e brinquedos, instrumentos musicais ou parte deles, moldes, peças torneadas, adornos e outros objetos de decoração, hélices e estruturas aeronáuticas, tanto de aeronaves experimentais (substituindo a sitka e o “spruce” comum nos EUA) como reposição de componentes de aeronaves antigas. Seu uso aeronáutico é homologado pelo CPT. Algumas aeronaves tradicionais brasileiras como o paulistinha têm largo emprego de freijó em sua estrutura.

 

 

Nome científico: Cordia goeldiana Huber, Boraginaceae.

Nomes populares: freijó, frei-jorge, freijó-branco, freijó-preto, freijó-rajado, freijó-verdadeiro, louro-freijó.

Nos USA: brazilian-walnut

Na América Latina: laurel-blanco

Na inglaterra e Reino Unido: salmwood

Descrição anatômica macroscópica: 
• Parênquima axial: invisível mesmo sob lente, ás vezes paratraqueal vasicêntrico e aliforme escassos, ocasionalmente marginal em linhas curtas irregulares;
• Raios: visíveis a olho nu no topo e na face tangencial, médios, muito poucos.
• Vasos: visíveis a olho nu, pequenos a grandes; muito poucos a poucos, porosidade difusa; ás vezes orientados tangencialmente; solitários e múltiplos de 2 a 4; obstruídos por tilos.
• Camadas de crescimento: distintas individualizadas zonas fibrosas tangenciais mais escuras e pelo arranjo tangencial dos vasos.

Fonte: (IPT,1989a)

 

DURABILIDADE / TRATAMENTO

 

Durabilidade natural: a Madeira de freijó apresenta durabilidade moderada ao ataque de organismos xilófagos (fungos e insetos) (IPT,1989a) , entretanto, para (Berni et al.,1979) apresenta baixa resistência ao ataque de cupins. Estudo realizado pela (SUDAM/IPT,1981) verificou que a durabilidade desta Madeira é inferior a 12 anos de serviço em contato com o solo.

Tratabilidade: Madeira moderadamente difícil a difícil de tratar, apresentando retenções de preservativo oleossolúvel entre 200kg/m3 e 300kg/m3 ou abaixo de 100kg/m3 (IBDF,1981)

 

CARACTERÍSTICAS DE PROCESSAMENTO

 

Trabalhabilidade: a Madeira de freijó é fácil de serrar, aplainar e colar. Proporciona superfície de acabamento lisa (Jankowsky,1990)

Secagem: a secagem ao ar é boa com pouca ocorrência de defeitos, mas com tendência ao aparecimento de rachas de topo (Berni et al.,1979) A secagem em estufa é muito rápida podendo ocorrer rachaduras e encanoamento moderados e forte endurecimento superficial (IBDF,1981)

Programas de secagem são sugeridos por (Chudnoff,1979; Jankowsky,1990)

 

PROPRIEDADES FÍSICAS

 

Densidade de massa (r): 
• Aparente a 15% de umidade (rap, 15): 590 kg/m³ (IPT,1989a)
• Básica (rbásica): 480 kg/m³ (Jankowsky,1990)

Contração: 
• Radial: 3,2 %
• Tangencial: 6,7 %
• Volumétrica: 9,1 %

Resultados obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85)
Fonte: (IPT,1989a)

 

PROPRIEDADES MECÂNICAS

 

Flexão: 
• Resistência (fM):
Madeira verde: 79,9 MPa
Madeira a 15% de umidade: 93,7 MPa
• Limite de proporcionalidade – Madeira verde: 34,4 MPa
• Módulo de elasticidade – Madeira verde: 11101 MPa

Resultados foram obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85).
Fonte: (IPT,1989a)

Compressão paralela às fibras: 
• Resistência (fc0):
Madeira verde: 36,6 MPa
Madeira a 15% de umidade: 46,1 MPa
• Coeficiente de influência de umidade: 3,2 %
• Limite de proporcionalidade – Madeira verde: 27,9 MPa
• Módulo de elasticidade – Madeira verde: 14631 MPa

Resultados obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85).
Fonte: (IPT,1989a)

Outras propriedades: 
• Resistência ao impacto na flexão – Madeira a 15% (choque):
Trabalho absorvido: 27,5
• Cisalhamento – Madeira verde: 8,3 MPa
• Dureza janka – Madeira verde: 3932 N
• Tração normal às fibras – Madeira verde: 4,2 MPa
• Fendilhamento – Madeira verde: 0,5 MPa

Resultados obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85).
Fonte: (IPT,1989a)

 

USOS

 

Construção civil: 
• Leve em esquadrias:
portas
venezianas
caixilhos
• Leve interna, decorativa:
lambris
painéis
molduras
guarnições
forros
• Leve interna, estrutural:
ripas

 

Televendas:
Paraná: (41) 3653-0008.
Santa Catarina: (47) 3041-6268.
*Fotos Ilustrativas.
*Os valores não incluem mão de obra de instalação.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.